Blog

A consultoria de estilo está muito longe de ser só sobre roupa. Ela é na verdade muito mais sobre pessoas, onde a protagonista de todo processo é você, a cliente. Meu trabalho como consultora é te ajudar a traduzir todo o seu universo é em roupa, além de ajudar a criar uma relação mais leve e mais divertida com o seu armário. A ideia é que no final você consiga usar o seu estilo como uma ferramenta de comunicação.

Todo o processo vai ser baseado na nossa troca, conversas e encontros onde vamos conversar muito, muito mesmo sobre você, seu estilo de vida e suas necessídades e questões com o seu vestir. É um trabalho em conjunto, eu vou te ensinar o que você precisa saber para se tornar uma especialista no seu próprio estilo.


E quais são as etapas?

Cada consultora pode ter uma ritmo e uma forma de trabalho, aqui eu vou contar como EU faço. Vamos ter no total 5 etapas com pelo menos 6 encontros, podemos ter mais ou menos dependendo das necessidades que forem surgindo no decorrer do processo, a consultoria é totalmente individualizada e suas etapas são moldadas de acordo com as necessidades de cada cliente. Mas em geral as etapas funcionam das seguinte forma:


Conversa inicial e exercícios - A gente conversa, você me explica as suas necessidades, duvidas, curiosidades e eu vou conhecendo melhor você para poder atender as suas solicitações.

Saindo desse encontro você vai receber alguns exercícios(questionário de estilo e exercícios de imagem) para responder e quando terminar vai me devolver para eu poder analisar. Com essas respostas em mãos e mais tudo que você me contou no nosso encontro nós partimos para a segunda etapa.


Mapa de estilo - eu vou montar um mapa de estilo com base em todas as informações da etapa anterior e vou te apresentar . Esse mapa de estilo nada mais é do que todas as questões que você me trouxe transformadas em imagens. É um guia bem visual de todo o direcionamento prático e criativo para o seu vestir. Vou te apresentar informações técnicas sobre cores, tecidos, acessórios, todos os elementos que estejam de acordo com seus hábitos, motivações, estilo de vida. Aqui vamos entender como funciona o seu estilo, qual a base dele e como ele vai funcionar para atender as questões que você trouxe para mim.

Lembrando que é só um guia, não é imutável. A gente pode acrescentar ou retirar coisas dele sempre que você quiser durante o andamento do nosso trabalho.


Revitalização do armário - Nesse encontro eu vou te ensinar algumas formas de editar o seu acervo(o conteúdo do seu armário, suas roupas) com base no mapa que eu te apresentei no encontro anterior.

Vamos olhar para o seu armário de forma estratégica mas com muito carinho para começarmos a por em prática tudo que conversamos até aqui. A ideia é ficar no armário só o que você ama e que esteja de acordo com tudo que conversamos. Vamos ter um post só para falar sobre essa etapa em breve.


Aprendendo a comprar - depois da revitalização nós partimos para a etapa de aprender a comprar. Vou te mostrar como montar uma lista de compras que funciona para você (além de já entregar uma com base no seu mapa de estilo e no que sentimos falta no dia da revitalização).

Vou te ajudar a pesquisar e encontrar novas lojas, como identificar se aquela peça faz sentido ou não no seu estilo...tudo que você precisa para comprar de forma mais assertiva. Mas você não é obrigada a comprar nada. A ideia aqui é apenas entender como fazer compras mais pensadas e planejadas.


Dia de looks - Hora de colocar a criatividade para funcionar. Vou te ajudar a criar muitos looks com styling e coordenações que você ainda não tenha feito pra você desenvolver repertório. Também vou te ajudar a encontrar referências e como usá-las nos dias de dúvida. É a minha etapa preferida pois é aqui que a gente vê o resultado final de tudo que conversamos.


Lendo seu livro de estilo- Depois do dia de looks nosso trabalho termina e eu vou montar o seu livro de estilo. Vou enviar para você tudo que conversamos e aprendemos de forma escrita e ilustrada para você consultar sempre que quiser. Depois que você receber esse livro, marcamos uma conversa para tirar mais algumas dúvidas que possam ter ficado e fazer eventuais ajustes.

Ao final desse processo eu espero que você esteja totalmente preparada para assumir o controle do seu estilo e da mensagem que você quer passar com as suas roupas, além de comprar de forma mais estratégica.


Como faço para contratar?

Se você quer fazer a sua consultoria comigo eu terei o maior prazer em te guiar nessa jornada. Para isso você precisa entrar em contato pelo e-mail vvconsultoriademoda@gmail.com ou mandar uma dm aqui no instagram (@nessaviana).

E como eu disse, a consultoria pode e deve ser adaptada para as necessidades da cliente, então se você achar que o processo como eu expliquei não funciona para você é só entrar em contato que nós conversamos e encontramos o serviço ideal para atender as suas necessidades.

No post passado conversamos sobre como surgiu a profissão de consultor de imagem e estilo. Agora vamos entender um pouco melhor qual a diferença entre esses dois serviços para você poder decidir qual atende melhor aos seus objetivos.



Consultoria de Imagem

A consultoria de imagem costuma estar relacionada também ao estilo. Isso acontece porque o ideal é sempre manter a personalidade e os gostos pessoais de cada cliente para que a imagem construída traga segurança e verdade. Porém, a consultoria de imagem vai além da análise de características físicas e roupas. Ela passa também pelo comportamento, e ajuda o cliente a encontrar caminhos de trabalhar sua marca pessoal ao construir uma imagem que esteja adequada a como ele quer ser visto pelas outras pessoas.

O consultor de imagem atende todos os pontos abordados na consultoria de estilo mas vai muito mais além. É feito o visagismo (indicação de corte e cor de cabelo ideal, dicas de maquiagem para seu formato de rosto, formato de sobrancelha...), dress code e regras de etiqueta. O processo de construção da imagem é feito de forma completa para todas as áreas da vida do cliente.

Para se ter uma ideia de como o processo de construção de imagem desse profissional é completo é preciso saber que ele também engloba a comunicação verbal (tom de voz, dicção, ritmo, etc.) e a não verbal (gestos e linguagem corporal), a fim de identificar o alinhamento desses atributos com a personalidade do cliente e os seus desejos de imagem. O comportamento e as habilidades interpessoais também são analisadas e alinhadas.

É mais comum que esse tipo de serviço seja contratado por políticos, artistas e empresas por ser um trabalho muito completo de adequação de imagem não tanto de estilo e necessidades pessoais. É um trabalho de revitalização de imagem pessoal.


Consultoria de estilo

Ao contrário da consultoria de imagem, a consultoria de estilo não tem necessariamente a adequação de imagem como ponto principal, digo isso porque existem clientes que querem manter um estilo mais adequado a normas e dress codes e outros que querem exatamente o oposto.

Estilo pessoal é algo que não está atrelado a tendências, ele tem a ver com personalidade, com expressão de sentimentos, com a formação do universo pessoal. Ou seja, se expressa de dentro para fora. É a expressão da sua singularidade.

O consultor de estilo é especialista em pessoas e que usa todas as suas ferramentas para ajudar os clientes a se vestirem de forma coerente com quem se é e da forma como gostaria de se ver. A consultoria de estilo é mais personalizada e totalmente ligada com a pessoa e não com uma empresa ou com a forma como os outros irão ler aquele indivíduo.

Nesse serviço, a moda e as tendências são apenas ferramentas, sendo a pessoa e o seu estilo, a sua personalidade, a sua rotina, a sua profissão, o seu corpo e a forma como ela se relaciona com o seu corpo as coisas mais importantes do processo.


Quando ajudo meus clientes a se encontrarem por meio do seu próprio estilo, trabalho com eles para traduzir seus gostos e repertório de vida em roupa. Usando os elementos disponíveis – linhas, formas, cores, texturas e volumes – de maneira estratégica, considerando os códigos visuais que cada um deles carrega para transmitir a mensagem desejada.


Ficou clara a diferença entre esses dois profissionais? No próximo post vou contar como eu entendo a consultoria de estilo e qual o meu perfil de trabalho.











Eu quero fazer uma série de posts explicando o que é a Consultoria de Moda - ou de Image e Estilo, o que já um tema para outro post - e os motivos dela ser uma valiosa ferramenta para o nosso dia a dia. Por essa razão pensei em começar bem do comecinho...

Você sabe como surgiu essa profissão?

Não quero, nem pretendo, entrar no mérito da história completa da moda, de como e quando passamos de apenas precisar cobrir o corpo para uma forma de auto expressão. Mas acho interessante para percebermos o quão nova é essa profissão, como surgiu e o quanto ela ainda é envolvida em crenças e regras que precisam ser quebradas.

Antes do consultor de imagem surgiu o estilista. A evolução da profissão de estilista de moda aponta seu início para 1772, quando Rose Bertin passou a cuidar das vestimentas da Rainha Maria Antonieta. Logo que foram apresentadas a rainha passou a deixar aos cuidados exclusivos de Bertin toda a criação de suas roupas. Conta-se que elas se encontravam ao menos 2 vezes na semana para discutir as criações. A rainha dizia que Bertin a ajudava a "combater os inimigos com estilo".


Capa do livro "Rose Bertin - A personal stylist de Maria Antonieta"
Capa do livro "Rose Bertin - A personal stylist de Maria Antonieta"

Nos anos 60 começaram a surgir os primeiros stylists. Editores que trabalhavam exclusivamente para revistas de moda começaram a "editar" as roupas e páginas de moda e a escolher designers para serem apresentados nas revistas.

Já o termo consultor de imagem como conhecemos hoje em dia surgiu oficialmente nos anos 70. John T. Molloy escreveu o livro "Dress for Sucess" nos Estados Unidos em 1978. Nesse livro eram contadas formas de se vestir e era explicado como a imagem pessoal afetava diretamente os objetivos pessoais e profissionais de cada indivíduo. O livro não era baseado em opiniões pessoais do autor, mas sim em testes conduzidos sobres os temas e ajudou a difundir o conceito "power dressing". Nesse momento, o interesse do público em descobrir como as roupas afetavam seus objetivos crescia e o livro fez um enorme sucesso. Existe um momento na história em que a medida do sucesso era o quão bem relacionada era a pessoa, o tanto que ela poderia ser extrovertida e não tanto em suas capacidades técnicas, isso foi bastante abordado no livro " O poder dos quietos" e casa bem com esse momento das pessoas estarem mais voltadas para a sua apresentação, mas falamos disso em outro momento.


Capa do livro "Dress for Success"
Capa do livro "Dress for Success"

Chegando nos anos 80 algumas empresas começaram a oferecer serviços de consultoria de imagem para eventos. O que nasceu para atender essa demanda específica, logo expandiu e se voltou para cuidar da imagem e estilo da vida de celebridades e políticos por completo.

Com o crescimento da procura desse tipo de serviço foi necessário então se organizar minimamente. Por essa razão em 1990 a Associação Internacional de Consultores de Imagem (AICI - sigla em Inglês) foi criada. No Brasil a associação chegou apenas em 2010, apesar da profissão ter chegado um pouco antes mas ainda muito voltada para atrizes e políticos. (Importante: Um consultor de imagem e estilo não precisa necessariamente se associar a AICI para poder trabalhar)

Hoje em dia a ideia de que estar atento a sua marca pessoal é uma etapa presente do nosso dia a dia já faz parte da nossa cultura e ajudou a estabelecer o mercado dos consultores de imagem. Mas a ideia da consultoria de imagem abrange outros muitos aspectos além da roupa, ela cuida da etiqueta, linguagem corporal, comunicação, apresentação e marca pessoal, mas como já falei lá em cima isso vai ser assunto para outro post.

O que fica é que hoje em dia estamos mais atentos e dispostos a cuidar da forma como nos apresentamos e nos comunicamos com o mundo e a consultoria de moda (imagem ou estilo) pode ser de grande ajuda para que a mensagem que estamos passando para o outro e para nós mesmas seja a mais coerente possível com o que queremos.